10 coisas que nunca deve fazer numa entrevista de emprego

Rapaz mal sentado

Sabe sempre bem receber um telefonema de uma empresa que, depois de ver o seu currículo, quer marcar uma entrevista pessoal consigo – quer dizer que se destacou de alguma forma. Parabéns! No entanto, é aqui que começa o verdadeiro desafio: aos dados numa folha branca, junta-se um rosto e uma personalidade e você tem apenas alguns minutos para fazer uma excelente primeira impressão. Saiba o que nunca deve fazer numa entrevista de emprego, se realmente quer conquistar essa vaga.

  1. Chegar atrasado. Se a ideia era fazer uma excelente primeira impressão mas chega 30 minutos atrasado à entrevista, podemos considerar que acabou por deitar tudo por água abaixo ou então deixou o entrevistador com um pé atrás em relação a si. Por algum motivo se agendam entrevistas, por isso, respeite o horário… é o mínimo que pode fazer quando alguém quer conhecê-lo e está à sua espera.
  2. Atender o telefone. Atender uma chamada, ver ou enviar uma mensagem (por mais urgente que seja!) na presença de um entrevistador é uma total falta de respeito e de profissionalismo. Desligue o telemóvel antes de chegar ao local da entrevista, para evitar cair em tentação ou sofrer distracções que o possam prejudicar.
  3. Mastigar chiclete. Esta dica parece óbvia mas para muitas pessoas não é. Faça o que fizer, nunca entre para uma entrevista de emprego a mastigar chiclete – fica mal e manifesta total falta de educação. Provavelmente o entrevistador estará tão concentrado nesse facto que dificilmente se lembrará dos seus pontos fortes.
  4. Ir “às cegas”. A não ser que não tenha tido acesso ao nome da empresa, nunca vá para uma entrevista sem ter feito o máximo de pesquisa possível sobre a sua missão, objectivos, actuais e futuros projectos. Não saber quem são e o que fazem mostra desinteresse da sua parte, quando as empresas procuram pessoas que querem realmente “vestir a camisola”. Para além disso, ficará sem saber o que responder se o entrevistador lhe fizer perguntas acerca da mesma e isso, convenhamos, não vai abonar a seu favor.
  5. Falar mal dos seus anteriores empregos. Embora possa ser difícil – sabendo de antemão que muitos entrevistadores questionam os candidatos sobre os seus anteriores empregos, o que mais e menos gostavam na empresa, porque saíram ou ponderam sair – resista à tentação de falar mal da sua antiga/actual empresa, chefe e colegas. Este tipo de atitude pode fazer passar a ideia de que é uma pessoa desleal, capaz de iniciar ou instigar conflitos, pouco respeitadora e profissional.
  6. Contar anedotas. Por estarem nervosas ou por pensarem que são realmente engraçadas, as pessoas acham que o humor é uma boa ferramenta para impressionar numa entrevista de trabalho. Não é. Contar anedotas ou tentar ser humorístico numa conversa formal, com uma pessoa que está a conhecer pela primeira vez e que pode ser o seu futuro chefe, não é aconselhável. Seja simpático e mostre abertura, mas nunca se esqueça que está num ambiente profissional.
  7. Flirtar com o entrevistador. Utilizar a sua feminilidade ou masculinidade para seduzir um entrevistador é inaceitável em qualquer entrevista de emprego. Não só coloca em questão o seu profissionalismo, como a sua própria integridade.
  8. Vestir-se desadequadamente. Quer queiramos, quer não, a primeiríssima impressão de uma primeira impressão é física, por isso, se quer chamar a atenção através do seu visual, que seja graças a uma apresentação impecável e profissional. Aqui são as regras do bom gosto que dominam e, quando em dúvida, um fato e gravata (para homem) e um fato calça-casaco ou saia-casaco (para mulher) são infalíveis.
  9. Desconcentrar-se. Por vezes, os nervos e a ansiedade da situação levam à desconcentração o que pode levar, consequentemente, a respostas longas e pouco directas. Concentre-se exclusivamente na pergunta a ser feita e, se necessário, pense alguns segundos antes de responder, de forma clara e objectiva. Em adição, o stress da entrevista pode levá-lo a mexer no cabelo, no rosto ou a brincar com as mãos (o que pode fazer parecer que está a mentir ou que lhe falta confiança); pode ainda fazer com que evite o contacto visual com o entrevistador e, se olhar para todo o lado menos para ele, pode fazer transparecer que está pouco interessado.
  10. Focalizar as suas fraquezas. Dito de uma forma muito directa, a verdade é que numa entrevista de trabalho você tem, obrigatoriamente, de se vender se quer ter alguma hipótese de conseguir o emprego. Não estamos a sugerir que esconda as suas fraquezas ou minta sobre as suas capacidades, mas antes que focalize, sempre que possível, os seus pontos fortes. O resto virá com o tempo, a formação, a aprendizagem e a dedicação.
Gostou deste artigo?: